MENSAGEM DO BLOG




Para caminhar nas estradas da espiritualidade é preciso ter uma estrela guia. Uma mão condutora, terna, amorosa, porém firme. Sem esses Mestres e Guias condutores é impossível prosseguir em uma jornada segura, próspera e luminosa. Impossível também caminhar sem o auxílio das mãos amigas dos elementais, co-criadores da vida e da magia.
Deixo neste primeiro momento minha gratidão ao Povo Cigano que me adotou na espiritualidade e aos queridos amigos que tenho encontrado nesses caminhos, assim como aos quatro elementos que me inspiram e me iluminam a intuição e a visão além daquilo que posso ver em minha limitada capacidade.
Deixo aqui registrado meu amor e carinho às Mães Sara e Aparecida, guardiães deste Povo guerreiro e sofrido. Que Deus ilumine a todos os Ciganos encarnados e espirituais, pela difícil missão nestas eras de preconceito e intolerância. Que sua luz e alegria possa abrir as conscieências adormecidas. Assim eu peço ao Deus maior.
Desejo que todos aqueles que por aqui passarem recebam as vibrações de amor e alegria desta egrégora feita nas estrelas, SALVE O POVO CIGANO!

Seguidores

OS CIGANOS

" EM CIMA O CÉU,EMBAIXO A TERRA E,NO MEIO, OS CIGANOS."

terça-feira, 30 de julho de 2013

O NASCIMENTO DE UMA CRIANÇA CIGANA

 
O nascimento de uma criança para os ciganos tem um significado que transcende a simples perpetuação a espécie ou coisas comuns como a personificação do amor.
Para os ciganos, o nascimento de uma criança simboliza o renascimento da esperança em todos os sentidos, não apenas para o povo cigano, mas para o mundo tudo.
Uma criança está além da sua origem, isto é, de seu pai e de sua mãe, muito embora o conceito de família e de tribo seja muito forte entre os ciganos.
Uma criança é parte da renovação do mundo e, por isso, não pode ser limitada de forma alguma.
O amor é a lição número um dos pais ciganos a seus filhos.
O amor à raça, às tradições, aos irmãos, à tribo e ao país que os acolhe é sempre muito bem dimensionado e nenhum cigano vive seu dia-a-dia sem ter em mente o conceito maior de que não está só, mas que é parte de um povo orgulhoso, que desempenhou e desempenha um papel muito forte e significativo na História.
Assim, uma criança cigana é um universo em si mesma e, ao mesmo tempo, parte de uma galáxia ainda maior, concentrada em unir seus elementos mais dispersos num só sentido.
O mistério e a mística cigana se inicia quando nasce mais um cigano e, a partir daí, não existe mais limites para ela.
PARA QUANDO NASCE UMA CRIANÇA
Uma criança, para os ciganos, simboliza a perpetuação, a renovação e a multiplicidade, pois jamais uma deve ser como a outra e a soma de todas elas é que dará o verdadeiro sentido dessa palavra tão simples no seu contexto, mas tão importante no seu significado final.
Jamais uma criança cigana será tratada como se fosse mais uma, pois cada uma é diferente e em cada uma delas reside a esperança da chegada de um Rei que, para muitos, se concretizou com a chegada de Cristo.
Embora o assunto possa ser polêmico, não existe discussão a respeito, pois cada cigano sabe que a sua opinião jamais será a única e definitiva.
É cultural e aceito com naturalidade.
Assim, quando nasce uma criança, quem a visita leva um presente útil e um presente simbólico, este representado numa fita que, em função de sua cor, de sua largura e de seu comprimento, jamais será igual a uma outra.
Observação:
O conceito de presente útil reside no fato de que, ao recebê-lo, a criança pode começar a usá-lo imediatamente, sem a necessidade de maiores preocupações.
PARA UM FUTURO SEGURO
Segundo os ciganos, cada criança que nasce, tem o seu destino e isso não pode ser mudado mas, pelo contrário, incentivado, pois cada uma delas pode significar a solução que todos nós vimos procurando.
Assim, a cada nascimento, a palavra-chave é a esperança de um novo tempo e de uma mudança.
Mudança na qual os ciganos depositam toda a sua esperança.
O dia da semana de cada criança que nasce é muito importante e deve ser celebrado de modo especial.
Para isso, existe uma convenção para cada dia, coisa que deve ser seguida sem maiores preocupações, porque o que está em jogo é o futuro da criança e não de seus pais.
Para isso, conforme o dia do nascimento, é providenciado um talismã de ouro, posto em seu pescoço pela madrinha, com um colar no mesmo metal.
São os seguintes esses talismãs, conforme o dia do nascimento de cada criança:
Se for do sexo masculino:
01 - uma flor 02 - uma âncora 03 - uma seta 04 - um machado
05 - um morcego 06 - uma abelha 07- um sino 08 - uma ave
09 - uma borboleta 10 - um castelo 11 - um gato 12 - uma espiga de trigo
13 - uma romã 14 - uma cornucópia 15 - uma concha 16 - uma lua crescente
17 - uma lua minguante 18 - uma lua nova 19 - uma lua cheia 20 - uma cruz
21 - uma coroa 22 - um cão 23 - uma pomba 24 - um dragão
25 - uma águia 26 - um olho 27 - um leque 28 - uma pena
29 - uma flor 30 - um sapo 31 - um gafanhoto
Se for do sexo feminino:
01 - uma mão 02 - um martelo 03 - um coração 04 - uma ferradura
05 - uma chave 06 - uma folha 07 - um cogumelo 08 - uma fênix
09 - um abacaxi 10 - um arco-íris 11 - um escaravelho 12 - uma serpente
13 - uma concha 14 - uma aranha 15 - uma espada 16 - uma lança
17 - um punhal 18 - um raio 19 - uma tocha 20 - uma tartaruga
21 - um abutre 22 - uma jóia 23 - um círculo 24 - um quadrado
25 - uma onda 26 - um copo 27 - um vaso 28 - uma caixa
29 - um sol 30 - uma lua crescente 31 - um pé

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário