MENSAGEM DO BLOG




Para caminhar nas estradas da espiritualidade é preciso ter uma estrela guia. Uma mão condutora, terna, amorosa, porém firme. Sem esses Mestres e Guias condutores é impossível prosseguir em uma jornada segura, próspera e luminosa. Impossível também caminhar sem o auxílio das mãos amigas dos elementais, co-criadores da vida e da magia.
Deixo neste primeiro momento minha gratidão ao Povo Cigano que me adotou na espiritualidade e aos queridos amigos que tenho encontrado nesses caminhos, assim como aos quatro elementos que me inspiram e me iluminam a intuição e a visão além daquilo que posso ver em minha limitada capacidade.
Deixo aqui registrado meu amor e carinho às Mães Sara e Aparecida, guardiães deste Povo guerreiro e sofrido. Que Deus ilumine a todos os Ciganos encarnados e espirituais, pela difícil missão nestas eras de preconceito e intolerância. Que sua luz e alegria possa abrir as conscieências adormecidas. Assim eu peço ao Deus maior.
Desejo que todos aqueles que por aqui passarem recebam as vibrações de amor e alegria desta egrégora feita nas estrelas, SALVE O POVO CIGANO!

Seguidores

OS CIGANOS

" EM CIMA O CÉU,EMBAIXO A TERRA E,NO MEIO, OS CIGANOS."

domingo, 7 de novembro de 2010

ATUAÇÃO DO POVO CIGANO NA UMBANDA

Os ciganos usam como elemento principal em seus trabalhos, o ectoplasma dos médiuns e assistentes presentes, raramente usam os elementos materiais convencionais utilizados por entidades de outras linhas da Umbanda. Quando o fazem, servem-se de luzes e cores, cristais e materiais de radiestesia, contas e rosários budistas e hindus, ou outros objetos específicos ao trabalho daquela entidade especificamente, ou ao caso que estejam tratando.O médium ativo dessa linha, não deve fumar ou consumir bebidas acoolicas com frequência, pois além da vibração perispiritual das entidades ser muito sutil, precisam manter uma qualidade pura de ectoplasma, para os trabalhos de passes magnéticos, e os de "efeitos físicos", entre eles os de energia de cura.
A utilização dos elementos de trabalho, dependem das normas da Casa.
E cada entidade e médium tem suas preferências por um ou outro elemento. Muitos trabalham apenas com o mínimo necessário, como vela branca, copo com água, incenso e 1 cristal. Mesmo porque a condição financeira do médium é determinante no uso dos materiais. Outras variantes são o tipo de trabalho da entidade e o conceito do médium à respeito do uso dos elementos. Existem médiuns que exageram e levam muito mais que a entidade solicita. E também ocorre o inverso, médiuns desatentos que esquecem de levar os elementos de trabalho das entidades.

Os espíritos ciganos que se manifestam na Umbanda, não choram, não reclamam,
não reividicam, não falam de diferenças e preconceitos.Vêm nos trazer a alegria de viver, de vencer obstáculos, quer sejam espirituais ou materiais. Vêm nos trazer a sabedoria ancestral de um povo milenar, vêm nos ajudar a curar o corpo e a alma. Trazem em sua caravana espiritual de luz, a fé, a esperança e a confiança num futuro melhor.
A presença e a energia das Ciganas, com sua graça sensual, encanto e
magia já é algo com o qual estamos habituados nas giras de Umbanda.
Mas a presença viril e protetora; sensual e romântica; desafiadora e ao
mesmo tempo acolhedora dos espíritos ciganos masculinos, é algo que
ainda nos escapa os sentidos.
Talvez pelo fato de existirem mais mulheres que homens nas correntes de
Umbanda; talvez por timidez dos poucos homens que incorporam ciganos e suas dificuldades em dançar e deixar a energia fluir;
Nomes conhecidos desta linha: Ciganinha, Cigana da Praia, Cigana Carmelita, Cigana Rosa, Cigana Rosalina, Cigano Pablo, Cigano Ramires, Cigano Ramiro, Cigano Sete-Punhais, Cigano Wladmir entre outros...
Que Oxalá nos abençoe sempre
Saravá .'.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário